Ceará, Rio Grande do Norte e Pernanbuco 1993

Em Agosto de 1993 os destinos foram o Ceará e o Rio Grande do Norte.

Chegando em Fortaleza resolvi ir diretamente para Morro Branco, que na minha opinião, é uma das atrações principais do Ceará. Em Morro Branco temos as areias brancas que são simplesmente um espetáculo!

Morro Branco

Canoa Quebrada também dispensa comentários. O lugar exerce um fascínio nos visitantes. Um paredão avermelhado juntamente com a areia branca e cristalina e as águas mornas são a combinação perfeita desse lugar encantador.

Jangada em Canoa Quebrada

De volta a Fortaleza a princial atração era o Beach Park. Não exatamente em Fortaleza, mas vale a pena, sem dúvida, a visita. Um parque aquático imenso com uma infra-estrutura espetacular. Recomendo um mínimo de 5 dias a sua estada no Ceará.

Beach Parque em Fortaleza

O passeio a Cumbuco também foi bem legal. Não é possível perder o passeio de bugre e deixar de fazer o ski-bunda. São duas atividades imperdíveis!

Ski bunda em Cumbuco

Deixando o Ceará parti para o Rio Grande do Norte, Natal.

Natal é um lugar incrível. Naquela época era bem pacato, sem muito movimento. Hoje em dia o turismo está bastante forte na região.

A principal atração (e que nunca saiu da minha memória) é a Praia da Pipa. Lembro que do alto de um mirante pude ver golfinhos nadando no mar.

Pernambuco em Dezembro de 1993.

Perto do Natal de 1993 eu recebo uma ligação do meu amigo Dantas perguntando o que es estava fazendo. Disse que arrumava as malas pois estava de partida para Porto de Galinhas, perto de Recife (Pernambuco). E que estava ino sozinho. Não precisa dizer que ele ficou doidlo e disse que me encontraria lá.

Segui com meus preparativos e parti. Porto de Galinhas era um lugar bem remoto e muito pouca gente sabia o que era, onde ficava,etc.. Lembro que passeava a noite pela praia só. Isso mesmo, não havia ninguém na praia a noite passeando. Escrevo sobre essa viagem em 2013. Faz então 20 anos que estive lá.

Cheguei no aeroporto de Recife e não tinha a menor idéia de como ir para Porto de Galinhas. Fui de pau de arara! Encontrei o transporte bem na frente do aeroporto. Um caminhão velho transportando os moradores locais!

Uma das lindas lagoas em Porto de Galinhas!

A primeira coisa que fazemos quando chegamos em Porto de Galinhas é ir direto para as piscinas naturais que se formam na praia. Água morna e limpíssima que atrai turistas do Brasil e do exterior.

Porto de Galinhas. Um lugar incrível!

Na foto acima vemos os peixinhos que ficam presos quando acontece a maré baixa. Novamente aproveito para dizer que todas as fotos (desde a página Europa 1991) estão sendo escaneadas e portanto a qualidade não é muito boa. São fotos que estão num álbum há 20 anos. A idéia aqui é contar minhas aventuras, oferecendo dicas de viagem para todos vocês.

A beleza de Porto de Galinhas

O passeio pelas praias é simplesmente imperdível. Quando me afastei um pouco do centro de Porto de Galinhas consegui tirar essa foto, que dá uma idéia do numéro de turistas frequentando o lugar. Bem vazio!

Cerveja com o amigo Dantas na praia!

Estou tranquilo na praia e de repente vejo o Dantas chegando. Foi fácil de me achar na praia, pois como disse, não havia muita gente no lugar. Hoje a estória seria diferente. Lembrem que não havia celular, ele não sabia o nome da minha pousada,etc. Foi simplesmente um tiro no escuro!

Depois de muita conversa resolvemos ir para Recife, onde passamos o resto de nossas férias.

Em Recife tive a oportunidade de visitar Olinda. Um lugar lindo e (na época) com poucos turistas. Lembro até hoje do que li no museo de Olinda, que descreve bem a cidade:

Olinda em Pernambuco

“Olinda é só para os olhos, não se apalpa, é só desejo. Ninguém diz é la que eu moro, diz somente é lá que eu vejo.“